Leitura Analógica – Leitura Digital

imagem_rosana

Aqui falo brevemente sobre a diferenciação entre a leitura analógica e a leitura digital.

Estes termos que utilizo, fazem alusão à distinção existente entre o texto e hipertexto.

Por analógica, é possível entender aquele tipo de leitura linear, em que você parte do ponto A para o ponto B de maneira retilínea, isto é, em um movimento de reta constante do início ao fim da leitura, o texto analógico, geralmente, produz uma leitura analógica. Um texto em suporte físico, de papel, pode ser considerado como um texto de caráter mais analógico, o leitor inicia e termina a sua leitura e, em alguns casos, somente ao término dessa ação (ler), busca outras fontes, outros materiais complementares.

Por digital, a compreensão de leitura é ampliada, isto é, você parte do ponto A e transita entre vários outros pontos (B, E, F, C, etc.), de maneira alinear, possibilidade essa que o hipertexto oferece. A leitura é um movimento dinâmico e o leitor tem prerrogativas de escolhas para navegar entre textos e mais textos. Um texto na Web, com diversos pontos nodais, elos, links, possibilitam essa leitura digital.

Cabe dizer que a leitura digital, não exclui a leitura analógica, que também possui seus artifícios, mas esses modelos de leituras se complementam. No entanto, a cultura digital faz emergir novos hábitos de leituras, em especial por meio das telas, que nos possibilita percorrer itinerários e infovias digitais no mundo da leitura, transcendendo os textos e livros físicos (que eu adoro), para os conteúdos on-line e hiperlinkados.

Deixe um comentário

O seu endereço de e-mail não será publicado.